❅ 13º Capítulo


Ele fez um não com a cabeça, mas no fundo sentia raiva. Porque Paula não avisou que ela iria junto? Uma noite romântica agora tornaria-se um incômodo com a minha presença e ele com certeza pensara que eu o perturbaria. Todos entramos em seu carro e seguimos para o clube.
Chegando lá, olhamos a estrutura do lugar, era um prédio grande e largo, muito diferente dos prédios comuns de nossa cidade. Lá fomos nós, cumprimentamos algumas pessoas na entrada, depois seguimos para o elevador e saímos no andar do clube - Nossa que lindo! - exclamei, nunca tendo visto antes um estilo decorativo como aquele.
-Sim é bem moderno!!! - disse Paula.
-Vamos entrar então? - perguntei.
-O recepcionista deveria estar aqui para pegar as entradas, mas não o vejo.... Vamos entrar! - sorriu. Se o recepcionista não aparecesse, ao menos teriam quatro entradas para uma próxima noite. Todos seguiram para dentro do clube, e repararam que o lugar estava meio.... caído.
-Nossa, onde estão todos? Pensei que estaria lotado de gente aqui - falou Paula.
-Bom, eu ouço música, vamos dançar? - disse Alan convidando-me.

-Eu não estou afim de dançar! - resmungou Julio.
-Então você fica ai porque eu também vou! - falou Paula, e seguiu atrás de Alan e eu - Ei esperem por mim!!! - gritou Julio indo logo a seguir, contrariado.
Entramos numa sala onde haviam muitos instrumentos musicais, e ninguém além de um pianista pra lá de desanimado.
-Er... Bem.... - murmurou Paula sem saber o que dizer.
-Eu pensei que isso aqui ia ser mais agitado - sussurrou Alan para mim.
-Pois eu também - ri.
Paula suspirou desanimada - Mas que clube mais chato!!!
Julio deu de ombros não se importando....
-Já sei! Alan, vamos jogar? - falei andando até uma mesa.
Ele topou e seguiu atrás de mim.
-Eu não estou nem um pouco afim de jogar, sou péssima! Vou ficar só assistindo, já que é a única coisa que tem de interessante pra ver por aqui - disse Paula - Ainda bem que não paguei as entradas, esse lugar não presta!
Começamos a jogar Alan e eu, estávamos rindo e nos divertindo muito apesar do ambiente chato, Paula também ria as vezes quando eu errava e fazia caretas, mas Julio estava muito estranho.
-Você não vai se sentar não? - disse Paula para Julio, de pé ao seu lado.
ele parecia estar distante, estava me olhando e tentando entender quem era aquela garota sorridente e divertida que estava ali. Tinha a mesma aparência que eu mas não era eu, pensava ele.
-Julio?! Estou falando com você! Qual seu problema hoje?
Ele voltou a si - Nada amor, nada. Acho que me desliguei por um momento - sentou-se.
Mesmo ao lado dela, seus olhos não descolavam de mim. Ele tentava entender porque eu sempre agi rude e grosseiramente com ele, e agora estava doce e meiga perto dos outros. Pensava que era pura faxada e que eu estava fingindo ser legal. Mas com que propósito? Paula gostava de mim como eu era e me conhecia, se eu estivesse sendo falsa ela saberia, Julio não conseguia entender....
-Agora você vai perder feio!!! - falei me preparando para jogar.
-Quero ver! Você errou três seguidas, não tem como me vencer! - disse ele, rindo.
-Então fica vendo!!! - me preparei, me posicionei e joguei a peça - Uhuulll!!! Ganhei!!! - gritei fazendo festa.
Ele correu e nos abraçamos gostosamente, mesmo tendo perdido ele comemorou comigo, e nosso abraço deixou Julio ainda pior...
"Que sensação estranha é essa que sinto cada vez que a vejo.... Mas que droga Julio, se recomponha!" - pensava ele observando a nossa farra.
-Você pode ter ganho essa mas agora sou eu! - disse Alan.
Eu ri, e continuamos a jogar. As horas foram passando e ninguém parecia entrar no clube, definitivamente aquele lugar era um horror... Sorte a nossa que tinha uma mesa de jogos e que eramos bem humorados ou acho que já teríamos xingado o dono do clube e tudo mais.
-O que esta acontecendo com você hoje em Julio? Esta muito estranho! - disse Paula.
-Eu estou normal, não tem nada de estranho - respondeu ele.
-Tem sim! O dia todo você esteve diferente, esta acontecendo alguma coisa?
Nem ele sabia dizer o que tinha, nunca tinha sentido algo assim, essa sensação esquisita no estômago como dor de barriga misturada com nervosismo - Eu estou bem amor, acho que estou com dor de barriga, só isso.
-Tem certeza? Você não se alimentou bem hoje, deve ser isso.
-É deve ser - fingiu - Talvez devêssemos ir embora. O que você acha? Os dois ali estão se divertindo juntos, nem precisam da gente aqui. Vamos embora?
-Ir embora? Mas Julio seria uma desfeita terrível! Eu os convidei para sair, não posso deixar meus convidados e ir embora assim. Porque você não vai ali no bar e pede uma água, talvez ajude.
-Então nem deveria tê-los convidado! - rosnou ele.
Ela o encarou com um olhar fuzilante, e ele deu de ombros demonstrando que não estava feliz com a nossa presença ali. Alan ao perceber isso, chamou-nos até os dois e disse que estava ficando tarde, e que era melhor irmos pra casa. Eu percebi o que estava acontecendo e concordei.

-Sério? Vocês já vão? - perguntou Paula, desanimada.
-É, acho que esta na hora, estou muito cansado e meu pobre corpo necessita de uma cama - respondeu Alan.
-É verdade querida, acho que esta tarde, também quero descansar - falei.
Ela suspirou desgostosa pela péssima noite naquele clube horroroso - Tudo bem, então vamos - saímos daquele lugar e entramos no elevador, descemos e seguimos até o carro.

-Vamos, a gente leva você até sua casa Alan - sugeriu Paula.
-Como é? Eu não vou dar carona pra esse sujeitinho! - rosnou Julio.
Ela o fuzilou novamente e ele emburrou, eu me controlei para não dizer nada e fiquei apavorada só de pensar no que Alan pensaria. Ele riu - Não esquentem comigo, eu posso ir andando! Andar faz bem pra saúde e minhas lesões não vão me impedir de caminhar.
"Lesões"? - pensei comigo, do que será que ele se referia? Paula indignou-se - Nem pensar! Viemos todos juntos e voltamos todos juntos! Julio, faça-me o favor!

-Qual é em Paula? - disse ele - Você me chama pra sair, eu fico pensando que iria ser uma noite incrível com você e de repente aparecem esses dois! Por que você foi convidar esse mané e essa insuportável? Tudo estaria ótimo se eles não tivessem vindo!
Eu não consegui mais me controlar - Insuportável? - berrei olhando-o mortalmente - Olha só quem esta falando! O único resmungão da turma! Será que você não se enxerga garoto? Só você reclamou e ficou de bico a noite toda, só você não quis participar de nada com a gente e só você esta implicando com tudo! Quem aqui é o insuportável???

-Cala a sua boca sua metidinha mimada! Esta pensando o que? Só porque trabalha pra Paula, pensa que pode ficar saindo com a gente? Não é assim que funciona não!!!!
-Ah é? Então me explica como é que 'funciona' porque eu estou confusa! Paula e eu somos amigas com certeza muito tempo antes de ela te conhecer e eu posso sair com a minha amiga sempre que nós quisermos! E sinceramente não sei como ou o que você fez para encantá-la porque você é a pior pessoa que existe na face da Terra!!! - respirei fundo e olhei para Paula - desculpe Paula, eu jurei que não iria dar ouvidos ao seu noivo, mas não pude me conter, peço desculpas, obrigada pela noite, apesar de tudo, ela foi muito legal - olhei para Alan - vamos então?

Saímos caminhando depois de ele se despedir de Paula, enquanto Julio ficou-me olhando com um ar de decepção e raiva - Isso, vão embora mesmo!!! - no fundo seu peito doía, porque havia me tratado daquela foram tão grosseira, e Alan que nada lhe fez? Ele se sentia confuso e a confusão o fazia ficar irritadiço, não sabia ao certo o que estava sentindo, mas ao me ver dar as costas à ele, sentiu-se triste como se estivesse perdendo alguém querido, e isso o confundia ainda mais. Paula notando seu olhar e sua expressão, falou - Julio... eu não acredito que você os tratou daquela forma... eu não o reconheço mais....  onde esta o rapaz doce e amável que encantou meu coração...

Ele não respondeu nada. Ela o ficou olhando esperando uma resposta mas o silêncio foi sincero. Nem ele sabia porque agia daquela maneira. Estava de fato confuso, seu coração por um momento sentiu ciúmes de mim, e isso o afetou muito. Como poderia estar com ciúmes da garota mais chata do mundo? Isso não fazia sentido pra ele. Os dois seguiram para o carro e voltaram para casa em silêncio... Nenhum deles sabia o que iria acontecer agora....
_______________________________________________________

É meus queridos! Finalmente consegui postar mais um capítulo!!! Mas ainda não consegui resolver o problema do meu jogo... eu li os comentários da postagem anterior e tentei formatar o jogo, mas nada adiantou. Vou ver o que posso fazer e se tudo der certo, voltarei a postar, mas somente em último caso, terei que finalizar Memórias de Inverno por aqui mesmo, e eu não quero T-T)

Um grande beijo!!! Espero que compreendam *-*)~~ Jeh♥

4 comentários:

Guilherme Pokis disse...

Ficou muito legal o capítulo, adorei mesmo. Mas esse Júlio, é um verdadeiro idiota e um covarde. Mas pelo jeito ele está apaixonado pela Marina.
E sobre o seu jogo, espero q volte ao normal.
Abraços, Jé. Na espera do próximo.

Simy (Diários The Sims) disse...

Ain, amei esse capítulo!! O Julio tá mesmo apaixonado e finalmente ele está começando a perceber isso! *-*
Tô torcendo muuuito, Jeh, para o seu jogo se normalizar! Estou adorando Memórias de Inverno e seria triste se tivesse que finalizar agora :(
Mas vamos pensar positivo! Vai dar tudo certo, querida!
Beijos.

http://diariosthesims.blogspot.com.br/

BeAz Sims disse...

Júlio é um idiota, não percebe que está apaixonado!
Beijinhos!

P.S. Jeh, tente retirar os Mods, vai ver que resolve.

Felipe disse...

Jeh eu sei resolver o seu problema!!
Se for o que o jogo para de funcionar derrepentemente,foi igual ao meu.
Olhe esse tutorial>
1° Passo:
Clique no Menu Iniciar e digite: configurações avançadas do sistema.Vai aparecer um resultado em "Painel de Controle", dê enter ou clique em cima dele.

2° Passo:
Na aba Avançado clique no primeiro "Configurações...", na caixa Desempenho. Abrirá uma caixa.

3° Passo:
Clique na aba "Prevenção de Execução de Dados", clique em "Adicionar...". Na caixa que abrirá, procure o TS3W ou TS3 (na dúvida coloquei os 2) na pasta bin e o adicione na lista. Dê Aplicar, aplicar novamente, ok. Teste o jogo.

Os arquivos TS3W e TS3 são encontrados em>
C:\Program Files (x86)\Electronic Arts\The Sims 3\Game\Bin



E se depois de um tempo ele para de novo é só fazer á mesma coisa.

A história ta show você sabe mesmo fazer um romance com drama rsrs

Bjs!!!Abraços!!!