❥ CAPÍTULO 4

Chegando na porta da casa de Nylo, ela disse - Bem, muito obrigada por me acompanhar, você é mesmo muito gentil!
-Imagina, esse é o dever de um homem, não é? Eu li tudinho sobre isso!
-Hahahah você leu? - Nylo sorriu. Jack falava de uma maneira engraçada as vezes, mas talvez aquilo fosse parte do seu charme, ele era divertido, mas tinha um ar discreto e secreto as vezes.
-Então... Quando eu começo? - perguntou ele.
-Amanhã, se puder.
-Com certeza! Eu venho direto aqui? Ou direto lá?
-Pode passar aqui em casa, as meninas também passam aqui e vai ser bom que eu já os apresento antes.
-Ok Nycole, mais uma vez muito obrigado por essa oportunidade!
-Não faça eu me arrepender ok? - brincou ela.
-Você não vai se arrepender mesmo!
Nylo sorriu novamente. Eles apertaram as mãos e Jack seguiu para sua casa, enquanto Nylo entrava. Ela estava se sentindo diferente - O que me deu na cabeça para contratar um cara que mal conheço assim do nada? - ela se perguntava.
Enquanto se trocava para dormir, ela ficava pensando - E se ele for um psicopata maluco e tentar nos matar e roubar a loja? Ou talvez seja um assassino fugitivo que esta se escondendo da polícia por essas bandas .... Será que ele é realmente inofensivo como aparenta? Ai ai .. Ok, chega de pensar tantas besteiras, ele é só um rapaz sozinho e desempregado, assim como eu era, espero não ter errado ao lhe dar uma chance.
Nylo sempre anotava sobre seu dia num diário. Ela gostava de guardar suas memórias antes que fossem esquecidas pelo acaso. Também anotava ideias novas para receitas e formas de trazer mais clientes para a loja, tudo que ela pensava, colocava no diário. - Hoje eu contratei um sujeito muito curioso para trabalhar conosco, espero que ele trabalhe bem e se dedique aos clientes como minhas amigas. Jack é legal, simpático e fofo, mas tem alguma coisa diferente nele, algo que nunca senti em outro homem, não sei explicar o que é, mas sinto sensações estranhas quando estou perto dele.
Terminando se escrever, ela se deitou para descansar o quanto podia até o dia seguinte.

Na manhã seguinte, Jack já estava de pé logo cedo.
Ele levantou-se, tomou um banho quente e caprichado, depois se aproximou do espelho para arrumar seu cabelo - Hoje será meu primeiro dia de interação com muitos humanos de uma vez, preciso me conter, preciso me dedicar e preciso controlar minhas palavras! - dizia ele para si mesmo.
-Jack, você não é só um homem! Você é um homem com um emprego em jogo! Agora é a hora de mostrar o seu talento!!! - ele dizia. De repente uma imagem de Nylo surgiu em sua mente e ele sorriu - Nycole... Que mulher gentil é ela. Nem me conhece e já me oferece um emprego. Ela é bem simpática... E linda... - então ele balançou a cabeça - Espera espera... Essa sensação estranha dentro do meu estômago, isso é nervosismo? Eu li sobre isso... Estou nervoso? Mas eu não quero estar! Porque estou nervoso?
-Ok chega disso! - ele disse - Não entendo essas sensações estranhas quando penso nela... depois preciso pesquisar mais!
Ele terminou de se vestir, e desceu para tomar um reforçado café da manhã - Isso me parece bom, e eu estou morrendo de fome!!! - Jack não era um perito na arte da culinária, mas sabia se virar de vez em quando. Definitivamente, não foi dessa vez...
-Credo!!! Que gosto horrível! Eu jurava que tinha cortado batatas, porque parece que tem um animal morto aqui no meu prato? Não tem jeito, vou ter que ir sem comer mesmo - Jack jogou tudo fora, lavou tudo que tinha que lavar e sentou-se na sala esperando dar a hora de sair, ele estava ansioso, nervoso e empolgado.

Enquanto isso, Nylo preparava seu café da manhã.
-Huumm que cheiro delicioso!!! Um café da manhã reforçado é a base de um dia feliz! - Dava pra ver na cara dela o quanto ela amava cozinhar, sua expressão mudava, parecia que sua vida era a culinária.
Depois de finalizar aquele prato maravilhoso, ela limpou a pequena bagunça deixada, e arrumou tudo para então apreciar aquele café da manhã dos deuses.
Porém, antes que ela pudesse dar a primeira colherada naquela delícia aromática, Nylo avistou Jack do lado de fora de sua casa. Ele parecia meio tristonho ou indiferente.
-Ei Jack, bom dia! - disse ela surgindo na porta pegando ele de surpresa.
-Hei! Que susto moça! Bom dia! Já esta indo para a loja? - ele perguntou surpreso.
-Ainda não, as meninas não chegaram... Você chegou cedo na verdade hehe.
-Ah, eu estava sem nada pra fazer em casa, decidi andar devagar. - ele falou.
-Você já tomou café? - Nylo perguntou.
-Bem... Já!
Ela franziu a sobrancelha - você esta falando a verdade? Porque não parece!
Ele riu - esta bem... Eu não tomei café, a verdade é que sou tão bom na cozinha que não aguentei minha própria comida....
-Certo, então entre! - ela disse firme.
-O que? Entrar ai? Porque?
-Ora, acha que eu vou deixar meu funcionário sem comer? Não senhor! Entre, eu acabei de fazer o café! - Jack tentou recusar, mas Nylo foi firme e o empurrou para dentro de sua casa - Sua casa é bem bonita! - ele disse, meio sem jeito.
-É, eu gosto dela, é pequena e confortável. Vamos, sente-se, eu vou servi-lo.
-Mas veja só esse cheiro bom! Ual! Como você consegue? - ele disse.
-Hahaha eu só misturo os ingredientes certos, no tempo certo! Vamos, não deixe esfriar!!
No mesmo instante, Jack tomou a colher em mãos e lançou um pouco daquela apetitosa comida pra dentro. Seu rosto corou e sua respiração ficou mais lenta, apreciando tal sabor e textura daquele alimento glorioso!
-Ficou bom não? Eu adoro! - disse Nylo entre colheradas caprichadas.
-Talvez eu já tenho dito isso mas, você é incrível!!! Isso tá delicioso, eu poderia comer o dia inteiro!
-Hahaha se comesse o dia inteiro, por mais gostoso que estivesse, você passaria muito mal e colocaria tudo pra fora! - riram juntos.
O silêncio ficou e eles se olharam com tamanha doçura, então Jack disse - É... Veja! Suas amigas parecem estar vindo!
Ele se levantou rapidamente e se ofereceu para lavar a louça restante - Não, você pode ir que eu lavo esses pratos aqui, vai vai vai! - brincou ela espantando-o da cozinha.
As garotas estavam se aproximando quando de repente viram um rapaz saindo da casa de Nylo.
-Cloe?! Olha ali!!! - disse Marcelle muito surpresa.
-Mas o que... - As duas apertaram os passos e chegaram rapidinho até ele - Ei! Quem é você!?
-Bom dia moças! Meu nome é Jack.
-Não se faça de santo! Vimos você saindo da casa da nossa amiga! Onde ela esta? O que você fez com ela?
-Calma calma meninas! Ei! Eu estou bem! - disse Nylo saindo de casa.
As duas se entreolharam - Alguém pode me explicar o que esta acontecendo aqui porque eu tô perdidinha! - disse Marcelle.
-Vocês gostam de causar né? Este é Jack! Ele é o nosso novo vizinho, lembram? - disse Nylo.
-Huuummm o novo vizinho! - dissem Cloe e Marcelle em coro.
-Ele não é só o novo vizinho, como é o novo funcionário da Ei Doçura!
-O que??? - Marcelle assustou-se - Novo funcionário? Mas Nylo...
-Ele estava precisando de emprego, meninas sejam gentis com ele ok? Vamos fazer uma semana de experiência pra ver como ele se sai. Vocês viram o movimento de ontem não é? Precisamos de mais ajuda.
-Esta bem, bem-vindo à equipe Jack! - disse Marcelle.
Cloe o observou de cima abaixo, ela não parecia muito contente.
-Moça não precisa ficar preocupada, eu não sou nenhum pervertido ficha suja ok? Vou trabalhar duro e me dedicar muito á loja! - disse Jack notando a desconfiança de Cloe.
Ela ficou constrangida - Ah.. ta, tá legal, se você diz!
-Mas porque o novo funcionário estava dentro da sua casa, sua safada? - perguntou Marcelle na cara dura.
-Ora porque ele estava provando um novo prato que eu criei! Satisfeita? - disse Nylo rindo.
-Aham, provando um prato... Sei! - disse Marcelle - Vocês não me enganam!
-Eu não tomei café, não sou bom em cozinhar. Nycole foi mesmo muito gentil oferecendo comida pra mim, vocês tem uma boa amiga.
Marcelle e Cloe se entreolharam novamente. Era impressão ou estava rolando um clima muito estranho ali? Elas riram juntas e Nylo notou os pensamentos "obscenos" na mente das duas amigas - Esta bem suas pervertidas, chega de papo, vamos logo trabalhar, você já desperdiçaram muito do meu tempo!!!! - riram todos. 
Era hora de ver quais eram os talentos daquele jovem rapaz em ação!

6 comentários:

BeAz Sims disse...

Para um bom prato uma boa boca. Sempre ouvi dizer que as mulheres também se medem por um bom prato de comida. Foi o que lhe valeu.

Beijinho

Maria Antonia disse...

KKKKKKKK a Marcelle é uma pervertida mesmo,mas define muito bem como são minhas amigas heuheuheu amando muito a história!

Nihal Dovahkiin disse...

Indiquei sua história para o prêmio Liebster Award. Parabéns!
Veja o que fazer:
http://cronicasdesims.blogspot.com.br/2015/03/meus-dois-primeiros-liebster-awards.html

Anônimo disse...

Estou esperando o próximo capítulo!! :)
Não demoreeee!! :p

Best Daily Sims 4 disse...

Hello, we would like to invite you join us at BestDailySims.com Everyday, we will be updating the newest Custom Content from all the greatest creators out there.If you wish to share your creations with us , please submit them in the submission section of our site. Hope to see you join us and visit as you please. Best Regards BDS

Ketryn Maciel disse...

AMO SUAS HISTÓRIAS! DE CORAÇÃO!! Você faz um ótimo trabalho, estou esperando ansiosamente por um novo capítulo! ♥