CAPÍTULO 12 - EM PÂNICO!

Rocal resolveu subir lá para falar com ela, pensou muito no que ia dizer, pensou por minutos, até que tomou coragem e subiu as escadas, mas chegando lá...


_Susana, queria falar com você e... Susana? Ué? Ela não esta aqui? Será que já desceu e eu nem vi?

Desceu de novo e foi olhar na casa, pode ser que ela estivesse nos fundos. Mas não estava, chegou lá e não a encontrou.... e nem em lugar algum da casa.

Quando entrou na saleta de costura, viu o vestido de pele de onça que ele havia feito com tanto carinho, jogado no chão de qualquer jeito todo amassado...

_Onde diabos ela se meteu? - exclamou curioso - Ah! Talvez deva ter ido na festa ontem e ficou lá até agora.... Não, eu me lembro de ter ido à festa, bebi todas, mas não a vi lá... Bom, ela pode ter ido à aldeia agora de manhã... Vou checar isso é agora!


Rocal foi até a aldeia, e  estava como de costume, silenciosa e vazia, foi entrando nas tendas chamando por ela, e nada...

Começou a ficar preocupado, e foi perguntando para todos que iam chegando se a tinham visto. Mas não obteve sucesso, ninguém viu sequer sua sombra por lá...

Então foi em busca da Shaman, ela sempre via tudo e sabia de tudo, se comunicava com o mundo espiritual e poderia dizer se Susana havia desaparecido ou pior... Se matado! Ela poderia muito bem ter se jogado no mar como da primeira vez em que ele a salvara.

(como eles vão falar na língua nativa, irei postar a conversa já traduzida pra não complicar... Hehehehe!)

_Shaman! Shaman! Preciso da sua ajuda! - entrou gritando em sua tenda.


_Silêncio! Eu sei o que você quer e não esta mais entre nós!

_O que??? Como??? Ela morreu??? Ah não! Eu sabia!!!! O que fui fazer?! - exclamava desesperado...

_Silêncio! Você sempre foi muito impaciente mas agora tem que mudar isso! Preste atenção! No mundo dos Espíritos ela não se encontra. Mas ela foi embora, partiu da aldeia para não mais voltar.

_Mas... Mas.... Vai se perder! Ela não podia ter feito uma bobagem dessas!


_SILÊÊÊÊNCIOOO! Meu filho... Aceitamos você quando chegou aqui puro e inocente, mas agora já é homem feito, e tem que ir atrás do seu querer. Se há alguém culpado pelo desaparecimento dela, você já deve saber quem é. Aprenda a medir as palavras e ao invés de julgar, diga a verdade sincera do seu coração. Só você conhece o seu interior e só você poderá mudá-lo para não fazer mais ninguém sofrer. Agora vá! É a sua hora de partir. Vá buscar aquela que levou consigo o seu coração.

Ele então compreendeu tudo. Agradeceu pela ajuda e tomou rumo para sua casa.

Chegando lá, ele desabou em remorso e culpa. Susana havia ido embora e a culpa era dele, tudo porque a ouviu falar que ia partir e ficou magoado. Ele sabia que era temperamental e muitas vezes rude, e agora sentia na pele o resultado de tanta ignorância.


_Eu não soube expressar o que sentia e agora ela pode estar morta! As chances de ela estar viva são as mesmas chances de eu virar um camelo! Não acredito que fui capaz de... De não dizer a ela que a amava desde a primeira vez que a vi.... Aquela patricinha não sabe nem atravessar o mar da minha casa até a beira da praia, quem dirá andar sozinha nessa ilha tão grande! Ai ai.... Aqueles olhos azuis, aquela expressão meiga e aquele sorriso delicado... Agora podem estar.... - ele entrava em pânico só de pensar que ela poderia estar morta - Tenho que encontrá-la!Vou levar dias, meses para andar nessa ilha enorme, mas não importa! Nem que seja para encontrar seu corpo - chorava só de imaginar a cena terrível - Ela merece um enterro digno... Oh Deus o que eu fui fazer!!!



_Tábua!
_Tábua ok!
_Faca!
_Faca ok!
_Sal!
_Sal ok!
_Alface!
_Agora põe na vasilha!

_Isso! Muito bem! Agora deixa ai para o peixe absorver o tempero. Nossa Susana! Você tem potencial para fazer as coisas! Se você continuar treinando, será uma ótima trabalhadora do lar!


_Obrigada! Finalmente aprendi a cortar isso! - rimos juntas - Foi fácil até... Se meu cabelo enorme não me atrapalhasse tanto....

_Se você quiser, depois eu posso cortar um pouco, pode melhorar! Mas olha! Você esta indo muito bem! Mais um pouco e você já pode casar! - brincou.

_Casar, eu? - adivinha onde meu pensamento foi parar? Lá na aldeia, em Rocal.... Fiz uma carinha de triste, e ela reparou...

_O que aconteceu naquela aldeia pra você ficar assim querida?

_Como? Como sabe que aconteceu algo lá?


_E se não fosse lá você teria ido embora?

Agora ela me pegou... Pensei em ser sincera e contei a verdade - Fui embora porque acho que me apaixonei... Mas deixa isso pra lá...

_Como assim? Você fugiu de um amor? Mas por quê?

_Sabe, as vezes o amor machuca muito.... Sofri pra aceitar que gostava dele, e quando finalmente pensei estarmos bem, ele me mandou embora de sua vida....

Lakota fez uma expressão de surpresa e espanto... Ficamos caladas por alguns instantes... Até que uma lágrima quis brotar dos meus olhos, mas a limpei de imediato.


_Mas esta tudo bem! - falei mudando o tom de voz e tentando ficar mais alegre - Prometi a mim mesma que não choraria mais por ele (mesmo sendo quase impossível). Agora eu estou começando uma vida nova e não quero mais lembrar disso. São águas passadas.

_Você faz muito bem pensando assim. A vida não para nem quando nos decepcionamos. Agora vamos deixar essa tristeza de lado e vamos voltar para o peixe! - sorriu.

Sorri e voltei a fazer o que estávamos fazendo. Mas meus pensamentos demoraram a deixar Rocal. Como será que ele estaria agora?



4 comentários:

The Sims³ Historias disse...

espero que Rocal a encontre, e que ela aceite ele *-*

BeAz Sims disse...

Talvez agora Rocal dê mais valor ao seu sentimento.

Bjs!

Mariana disse...

Oi amiga! Não tem dado para eu passar por aqui, mas hoje consegui cá dar um saltinho e ler a história:) Capítulo muito bom:) E sim, o amor deixa muitas saudades:')

David Veiga disse...

Eitaaa, estão apaixonados. \o/