♥ Capítulo 20

-Cheguei querida!!! E eu vim pra ficar! - disse Amanda.
-Mas o que...? - perguntou Jé, confusa.
-É querida, o conselho da faculdade já esta sabendo do babado da doente da sua amiga Gabe, e me mandaram substituí-la. Disseram que a vaga do  estágio aqui estava aberta e eu me inscrevi!
-Não fale assim dela! E a Gabe não perdeu a vaga!
-Você me parece um tanto afetada com a minha presença, eu diria - ironizou Amanda.
-Afetada não, mas muito surpresa! Você não deveria estar aqui, essa vaga não é sua! A Gabe esta no hospital, mas vai se curar e vai voltar, eu tenho certeza! - exclamou Jé.
-Desculpe neném, mas querendo ou não a vaga agora é MINHA! E mesmo que sua amiguinha lesada se cure, ela não vai poder voltar, já foi, digamos.... Desclassificada! - riu intimamente - Ah, mais uma coisinha!
Jé a encarou esperando mais uma bomba e ela continuou - Se a sua amiguinha Jéssica não voltar logo ela também será desclassificada!
-O que? Mas porque?
-Porque ela não teve autorização de sair da casa e muito menos de ficar fora daqui acompanhando a doente. - ela riu - Estou cansada de ficar neste sol quente, vou entrar, aproveite e traga as minhas malas.
-Como é? Pegue você mesma! - rosnou Jé.
-Meu Deus, acho que estou vendo uma miragem! - disse Fernando se aproximando com Kaio.
-O que é isso, eu morri e fui pro céu? - falou Kaio.
-Olá meninos, meu nome é Amanda, muito prazer!
-O prazer é todo nosso, com certeza!!!
-Vocês poderiam me ajudar com as malas? É que aqui perto parece que não tem gente civilizada... - olhou para Jé e sorriu maliciosamente.
-Mas é claro!!! - os dois correram feito loucos até as malas dela, pegaram e depois a acompanharam até a casa.
-ARGH!!! Eu não acredito que essa insuportável veio infernizar a minha vida!!! - rosnou Jé, furiosa.
Chegando lá, Jé encostou na porta e cruzou os braços, não queria admitir mas estava se roendo de raiva por ela estar ali... - Maldita Amanda.. - pensava Jé...
Kaio e Fernando a bajulavam como dois cães quando veem o dono chegando do trabalho depois de uma longa tarde solitária...
Thiago estava saindo da cozinha e viu tudo. Viu Jé encostada na porta e foi até ela - Quem é essa?
-É uma vadia que chegou e... - logo se deu conta de que estava falando com ele e deu um coice - 
Mas o que... Sai de perto de mim!!! - e saiu brava pisando duro.
-Espera por favor.... - não teve jeito, ela o deixou ali de novo falando sozinho...
Amanda vendo aquilo, pensou - Humm, isso é muito interessante...
Jé havia subido pro quarto, ligou pra faculdade e queria saber porque mandaram logo ela...
-Ela atendia os requisitos, e a outra aluna não estava em condições de continuar - disse o diretor na linha.
-Mas ela vai melhorar!
-Não interessa! Esse é um projeto muito importante que faz os melhores profissionais da área todo ano! Uma garota hospitalizada é motivo suficiente para abrir a vaga dela! Não podemos correr o risco de ter boatos ruins sobre a faculdade, que manchariam nossa imagem!
-Mas e quando ela melhorar, como vai ser?
-SE... Ela melhorar, você quer dizer! Alzheimer é coisa séria, e na juventude é um caso raro! Vai ser muito difícil ela sair dessa, e se sair, com certeza vai ficar sequelada! Acha que existem profissionais da área sequelados? Volte ao seu trabalho, se é que esta fazendo alguma coisa e esqueça isso! Se você quer ser a melhor, deve se preocupar com a sua carreira e não com a dos outros! - desligou.
Jé não podia acreditar no que tinha ouvido... Como o diretor podia ser tão preconceituoso?! E como ele poderia ter mandado justo a Amanda, dentre trezentas alunas?! Ela estava perplexa! Não era possível! Que mundo injusto era aquele!!! Mas ela não iria deixar barato! Quem o diretor pensa que era pra fazer isso! Só porque ele tinha autoridade na faculdade, não pode ir desmanchando sonhos assim! E se ela não podia fazer nada contra o diretor, descontaria em cima de quem?
-Amanda... - resmungou ela, a vendo entrar no quarto...
-Oi queridinha! - exclamou ela, esnobe.
-Já encontrou sua cama?
-Sim! Vou ficar com esta perto da janela!
-Desculpe, mas essa é a minha, queridinha!
-Oh, eu não sabia! Sinto muito mas já escolhi ela!
-Oh, sério? Pois se quiser dormir nela, vai ter que me tirar a força do quarto!
-Não pensei que você iria querer dificultar as coisas... Tudo bem, pode ficar na sua caminha! - resmungou Amanda, saindo do quarto.
A noite chegou, e todos estavam em seus cantos, Thiago foi procurar Rodrigo em seu quarto, pois queria muito falar com ele.
-Rodrigo, esta ai? - bateu na porta.
-Não enche, me deixa... - resmungou ele lá de dentro.
Thiago ignorou o pedido e entrou.
-Cara, você é surdo... - murmurou ele, tristonho jogado na cama.
-Eu queria falar com você poxa...
-Veio zombar de mim também?
-Acha que sou disso?
Rodrigo ficou quieto...
Thiago sentou-se no chão, e ficou em silêncio como se esperasse o irmão dar o primeiro empurrão pra conversa fluir.
Depois de alguns minutos silenciosos, ele começou - Eu não consigo acreditar que ela tenha morrido nos meus braços... Sabe o que é isso? Perder a vida de alguém em suas mãos e não poder fazer nada... - lamentava Rodrigo.
-Não... Não sei como é, mas sei que esta sofrendo e compreendo isso. - falou Thiago.
-É...
-Mas não tinha como você saber que isso iria acontecer...
-Tinha sim... Eu sabia desde o começo que isso daria merda... Eu ouvia uma vozinha dentro da minha cabeça dizendo que era errado e mesmo assim continuava...
Thiago estava ouvindo atentamente o irmão... Era a primeira vez que eles conversavam sem a intenção de um rebaixar o outro...
-Eu sou um burro, um idiota... Nunca mais vou me meter com mulheres comprometidas... Nunca mais vou me meter com mulher alguma...
-Poxa, também não é assim, esta certo você querer deixar as comprometidas em paz, mas isso não te impede de se apaixonar por uma garota.
-Pior cara, pior que eu tava gostando dela!!! No fundo eu gostava! Ela era tão diferente das outras!!! E agora se foi! Eu nunca vou achar alguém como ela! Não existe mais sentido na vida pra mim... Eu já nem sei se quero mais correr...
-Calma.. Você só esta dizendo isso porque esta com raiva e esta abalado agora por tudo o que aconteceu, mas vai passar...
-Não, não vai! Porque cada vez que eu abraçar outra mulher eu vou lembrar da Meire nos meus braços sangrando! Cada vez que eu beijar outra mulher ou vou lembrar dos lábios da Meire me acordando, e eu sendo rude com ela! Minha vida foi um lixo até hoje, e quando apareceu uma coisa boa eu não soube dar valor!!!
Ele se levantou, andou até o irmão e o abraçou chorando, e Thiago aceitou abraçando-o também.
-Vai ficar tudo bem, estou aqui do teu lado irmão - disse Thiago. Pela primeira vez eles se entenderam, se abraçaram e se sentiam irmãos. Uma nova união estava crescendo ali naquele instante...

Enquanto isso...
Jé estava tomando um bom e quente banho de banheira - Aaahh que maravilha!!! - dizia ela a si mesma.
Depois do banho, prendeu o cabelo e seguiu até o balcão para pegar suas roupas e... - Onde... Cadê a roupa que deixei aqui??? - Na hora ela sentiu uma leve desconfiança e foi até a porta para abri-la e outra surpresa...
-Esta trancada??? Alguém me levou as roupas e ainda me trancou!!!!! Como eu não vi entrarem e pegarem as minhas roupas??? Como!!!
Do outro lado da porta, Amanda ria e dizia - Você disse que eu tinha que te tirar do quarto pra dormir na MINHA cama, acho que dormir no banheiro vai te fazer bem... HAHAHAHAHAHA!!!
-Filha da mãe!!! Você não pode me prender aqui! Me tira daqui!!!! - gritava Jé dando pontapés na porta.
-Hmm se eu fosse você eu me acalmava... Não tem ninguém que possa te ouvir... Além do mais, se ficar com sede bebe água da pia, e se quiser usar o banheiro, já esta nele!!! HAHAHAHA! - dizendo isso Amanda deu as costas e voltou pro quarto.
-Eu não acredito que ela fez isso! Mas o diretor vai ficar sabendo!!! Ela vai ver só! Aaaah que ódioooo alguém me tira daquiiiiiiii!!!!!!!!! - Não adiantava, ninguém ouviria, já era tarde e os meninos estariam dormindo no andar de cima ou jogando no salão... Amanda mal chegou e já estava causando problemas... - A Jack, que saudade eu tenho de você... - choramingou ela.
Ela não sabia o que fazer, estava com tanta raiva que era capaz de arremessar um vaso de flores no vidro só pra sair de lá e esganar Amanda. Mas foi mais inteligente que isso, mesmo num momento de tensão como aquele, ela reparou que uma das janelas do banheiro tinha fechadura!
-Ótimo! Eu escapo pela janela e depois esgano ela... - então ela foi até a janela, e a abriu com facilidade e bem devagar para que não fizesse nenhum barulho...
-Agora eu vou matar ela sufocada com o travesseiro, ninguém vai sentir falta dela... - rosnava Jé pensando em todo tipo de plano maligno para acabar com aquela peste.
Só tinha um probleminha, ela estava nua, e tinha que andar com muita cautela para que ninguém a visse... Depois de se espreitar até conseguir chegar na porta do quarto, descobriu que estava trancada.
-Não.... Não acredito que ela trancou a porta do quarto também! E agora? Eu vou dormir aqui no corredor, e pelada? Já já tô pegando pneumonia!!!
De repente ela viu alguém chegando e correu se esconder. 
Era Fernando, e de maneira nenhuma ela iria querer que ele a visse daquela forma...
-Droga.... Pra onde eu vou agora... - pensava ela, esperando Fernando passar...
Então, pra sua sorte, ela lembrou daquele lugar onde viu Thiago tocando violão!
-É! Talvez dê certo, mas eu vou ter que passar pelo corredor dos homens... Ai ai ai...
Ela saiu de trás da planta quando sentiu que não havia mais ninguém ali e saiu correndo feito uma louca escadas acima...
Chegando no terceiro andar, deparou-se com o perigo, ela teria que entrar no corredor dos homens, destrancar a porta com seu grampo de cabelo como fez da primeira vez e entrar sem ser vista!
Rapidamente, abriu a porta com cuidado, pulou como uma ninja até a porta e se escondeu num canto, e dali, ia tentando destrancar a porta e vira e mexe, olhava pra ver se alguém estava vindo...
De repente - Ok, qualquer coisa me chama ta, boa noite - Era Thiago!!! E estava saindo do quarto do irmão...
Jé voou pro canto da parede tão rápido com medo de ser vista que até bateu a cabeça - Oh não! Ai meu Deus do céu!!! E agora?? Se ele me ver assim, como eu vou explicar a minha situação?

3 comentários:

BeAz disse...

Nossa que capítulo inesperado, Jé pelada pela casa! Adorei!
Amanda é uma convencida!

Beijinho!

Simy (Diários The Sims) disse...

Se a Jé podia abrir a porta do esconderijo do Thiago com um grampo pq ela não fez isso na porta do banheiro?? kkkkkkkk
Mesmo assim, adorei o capítulo! Bem inesperado, como disse a BeAz aí em cima!
Beijos.

http://diariosthesims.blogspot.com.br/

David Veiga disse...

Não gostei dessa coisa, muito chata e metida. U_Ú
Que nojenta, deixou a Jé presa no e banheiro e sem roupa. :O
Ela devolverá o troco.

Beijos!