✿ Capítulo 14

Depois daquele incidente horrível e assustador, Luciana ficou caída no chão o resto da manhã, até que George acordou para atacar a geladeira e a encontrou.
Assustado, tomou-a nos braços e tentou acordá-la chamando por seu nome - Luci! Minha querida Luci! Por fazer acorde!!!!
Ela estava fria, mas deu sinais de vida, abrindo os olhinhos lentamente, não conseguia lembrar de nada... - Meu bem, fala comigo, por favor!!! O que houve? Você esta bem? - perguntou George.
Ele a abraçou e soltou algumas lágrimas de aflição... Luci não respondia, apenas suspirava e tremia...
-Por favor minha doce Luci, fala com o vovô! Pode contar, eu não vou duvidar de você! Por favor!!!! - implorava, já ficando apavorado com o estado mudo dela.
Mas ela não conseguia se lembrar, realmente foi como se a queda tivesse apagado aqueles instantes de horror da sua memória. Ela afastou-se do abraço e ainda tremendo um pouco, finalmente respondeu - Eu estou bem.... - respirou fundo e continuou - Eu acho que escorreguei no chão molhado e caí. Desculpe te assustar vovô, não foi nada.
Ele se sentiu aliviado quando a ouviu falar, e mais aliviado ainda quando ouviu-a dizer que estava bem, a abraçou fortemente e disse - Tome cuidado minha ilha, você quase mata o vovô do coração! - brincou, tentando descontrair o clima um pouco tenso - Você esta gelada, deve ter desmaiado quando escorregou e dormiu toda a noite aqui nesse chão frio! O vovô vai fazer um chocolate quente pra você, pode ir assistir desenho se quiser, a Sofia vai adorar assistir com você.
Luci deu um leve sorriso e virou-se para ir pra sala, quando George nota uma falha bem visível no cabelo dela. "Que estranho" - ele pensou, mas não prestou tanta importância, afinal, era só cabelo, iria crescer de novo.
Sofia viu Luciana chegando na sala e saltou toda serelepe balançando a longa calda de alegria e amor. Luci não deu muita atenção, e Sofia a estranhou.
Aproximou-se como quem faz bagunça e vem pedir perdão com aquele olhar de cão sem dono, farejou-a e logo começou a rosnar pra ela.
-O que foi Sofia? - perguntou ela, um tanto sonolenta.
Sofia rosnava, mas não exatamente para Luci em si, mas para o cheiro que tinha nela, cheiro de massa fantasmagórica, uma massa invisível que gruda na pele de alguém, quando um fantasma se materializa para poder tocar na pessoa.
Sofia precisava fazer alguma coisa! Aquela massa serviria para outros fantasmas localizá-la também! Se ela não limpasse logo, iria se fixar em seu corpo como uma tatuagem invisível, e ela estaria marcada para sempre!!!
-Calma Sofia, eu estou bem, já disse pro vovô. - falou Luci. Mas Sofia não queria saber, com certeza não estava nada bem por ali, alguém estava tentando pegá-la e Sofia sentia isso! E agora, com essa massa, era mais do que uma prova de que suas sensações estavam certas!
Então, Sofia começou a empurrar Luci com a cabeça - Para Sofia! Para! Sai! Sai cadela teimosa! Para!!! - Mas Sofia não parava, queria levá-la para o banheiro e fazê-la tomar um banho logo!
Só que Luciana não entendia isso, achava que Sofia queria brincar ou estava ficando maluca! - Vovô! Socorro! A Sofia ta doida! Faz ela parar de me empurrar!!! - gritou Luci.
George entrou na sala em passos largos e viu a cena, deu um berro com Sofia, que se encolheu toda e ficou choramingando baixinho. "Eles não entendem!!!" - pensava ela, com os olhos tristes, fixados em Luci, como se pedisse pelo olhar para confiar nela.
Mas Luci não conseguiu alcançar suas vibrações para entender o que ela dizia. Estava meio atordoada pela queda ainda, e apesar de estar bem, se sentia muito estranha.
-Que cadela maluca! Onde já se viu? Você nunca fez isso! Isso é feio Sofia! Muito feio! - disse George, repreendendo-a - Como castigo você vai ficar lá fora hoje! - abriu a porta e apontou a rua, e Sofia, obediente, porém muito preocupada, foi caminhando lentamente e cabisbaixa, e antes de sair, deu uma última olhada para Luci, na esperança de ser compreendida, mas não houve reação positiva da parte dela, e Sofia foi para fora da casa.

Enquanto isso, na Terra dos Imortais.

-Trouxe o que eu pedi? - perguntou Kirma. Ela havia subornado o fantasma que estava trabalhando para Kósmika, e pediu que ele trouxesse uma prova de que a criança que investigava era a tal mestiça.
-Não senhora - respondeu o fantasma, com um certo ar de confiança.
-Seu imprestável!!!!
-Eu trouxe algo melhor! - fantasmas eram levianos e falsos, mas ao receberem propostas tentadoras, davam o melhor de si para serem bem pagos, e Kirma havia lhe prometido algo muito valioso, e ele gostou da ideia, por isso atacou Luci, o cabelo era muito mais que uma prova.
Kirma ficou um tanto surpresa com a nova resposta, pediu para ver o que era, e ao ver a mecha de cabelo branco, surpreendeu-se e agradeceu, ficando com o cabelo e dispensando o fantasma, não antes de pagá-lo e ordenar que não contasse nada ao irmão Shown e nem a Kósmika, e que se eles perguntasses sobre novas notícias, que inventasse algo.
-Agora sim! - exclamou feliz - Vou descobrir o que você esta escondendo, meu querido irmãozinho! HAHAHAHAHAHAHAHAHA! - Ela guardou os cabelos num saquinho e foi para o porão. Olhou para ver se ninguém a observava, ativou a alavanca secreta da estante e uma porta oculta se abriu, ela entrou e a porta se fechou. Desceu algumas escadas até que chegou num longo corredor. Falou algumas palavras mágicas, e as velas foram ascendendo até que tudo estava bem iluminado.
Andou pelo corredor e aproximou-se do livro de feitiços da família, e foleando-o, encontrou a página que queria. Caminhou até o armário de ingredientes, selecionou alguns e voltou para o livro, que ficava ao lado de um caldeirão.
Começou a mágica! Ela ia jogando alguns ingredientes no caldeirão, e falando algumas palavras de línguas estranhas, até que finalmente chegou ao último ingrediente, o cabelo.
-"Oh poderoso rei das trevas e do meu viver, eu ordeno que mostre-me as origens deste ser!" - disse jogando o cabelo, finalizando o feitiço. Olhou para o caldo dentro do caldeirão, e este começou a endurecer e se transformar numa espécie de vidro, e como se fosse uma televisão muito curiosa, começou mostrando Luci, a dona dos fios de cabelo branco.
Kirma sorriu, no fundo desejava arduamente que aquele cabelo fosse de uma criança. O caldeirão continuou, modificando a aparência de Luci até que se transformou no rosto de Solária!
-Ela é filha de fadas? Miserável fantasma! Me trouxe o cabelo errado! - rosnou com raiva. Mas logo a imagem no caldeirão foi modificando-se novamente, e apareceu o rosto de Shown.
Kirma quase caiu pra trás tamanho foi seu susto! - Não é possível! - exclamou, boquiaberta - Esta criança é filha de uma fada e do Shown? Mas isso não é possível..... Será que fiz o feitiço correto? Shown não seria capaz de .... Não .... Espere um pouco....
Logo a fixa lhe caiu.... - A .... A mestiça! Ela é a mestiça!!!É óbvio! Filha de duas raças diferentes! Por isso a esconderam no mundo humano! E esse tempo todo! Estávamos a procura da filha de um dos nossos! Não posso nem acreditar na sorte que estou tendo! O que a Kósmika daria por essa informação agora! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!

17 comentários:

Simy (Diários The Sims) disse...

OMG! Kirma descobriu tudo!!! :O
Ansiosa pra saber o que vai acontecer agora!!
Amei esse capítulo e os gifs também! :)
Beijos.

http://diariosthesims.blogspot.com.br/

BeAz disse...

Adorei os gifs, muito bem feitos. Que programa usou para fazê-los?
Kirma agora sabe toda a verdade, que irá ela fazer?
Beijinhos!♥

Guilherme Pokis disse...

Meu Deus, o que será que Kirma irá fazer?
Luci, Solária e, principalmente, Shown estão muito encrencados, certeza!

Jessica - Ciana disse...

Agora sim eles correm grande perigo né!
Obrigada pela visitinha!! ^^^)

Jeh♥

Jessica - Ciana disse...

Obrigada pelos elogios querida Beaz!
Os gifs eu fiz no Photoscape! É muito bom esse programa ^^)

Beijinhos! Jeh♥

Jessica - Ciana disse...

Pois é Guilherme!!!
E agora? Como será que eles vão escapar dessa?
Hehehe obrigada pela visita!
Jeh♥

Anônimo disse...

melhor foi a 10° foto.

Rita Oliveira disse...

Não me acredito que já descobriram luci...:( Espero que nunca lhe aconteça nada de mal! A Sofia vai conseguir protegê-la! :)

Beijinhos

Marina Tavares disse...

Espero que a Sofia consiga porteger Luci ;/
Ela tem que ficar bem ;/
E aquela professora ? Será que também poderá ajudar ? Tomara \o/
Adorei o capítulo, os gifs *-*
Está de parabéns Jéh <3

Jessica - Ciana disse...

A foto da Sofia triste?

Obrigada pela visitinha ^^

Jessica - Ciana disse...

Pois é Rita! Tomara mesmo que não aconteça nenhum mal a ela =/

Obrigada pelo comentário ^^)

Jessica - Ciana disse...

Muito obrigada Marina, pelos elogios!!!
Vamos ver se Sofia vai conseguir proteger Luci né *-*)
E ver também se a professora é do bem ou do mal ;/

Beijinhos e obrigada pela visita ♥

Ads disse...

coitados agora eles estão realmente encrencados, espero que Luci compreenda Sofia.

Lucy Becker disse...

amei as suas histórias...você tem o dom ツ
Adorei mesmo, e ficarei anciosa ate a próxima postagem.
estou seguindo e conto com a sua vizitinha no meu blog lixoso tbm.
kk

Beijokas

Jessica - Ciana disse...

Olá Lucy, obrigada pela visita e por nos seguir!!!
Bem, eu cliquei no seu nome ara ver achar seu blog, mas não achei!
Pode deixar seu link aqui pra mim?

Obrigadinha ^^)

Jessica - Ciana disse...

Heheheh estão realmente encrencados mesmo!!!
Vamos ver como eles vão conseguir se safar dessa!
Obrigada pela visita ^^)

Lucy Becker disse...

http://bloguinhodalucy.blogspot.com.br/
=D