❅ 2º Capítulo

Eu não podia acreditar! - Que homem atrevido! Como ele teve a capacidade de invadir a minha casa dessa forma? Quem ele pensa que é? Quer dizer que amanhã se ele me pedir dinheiro e eu não der ele vai entrar e assaltar a minha casa? - Eu estava indignada, não estava acreditando na ousadia e na cara de pau daquele sujeito! Ele sorria ao falar comigo e suas palavras nunca pareciam ser sérias, era como se ele estivesse gozando com a minha cara!
Beleíze se aproximou e começou a ronronar enquanto roçava seus pelos macios nas minhas pernas, fazendo uma carinha de quem havia sido muito bem tratada. Naquele instante, por mais indignada que eu estivesse, tinha que aceitar o fato de que se não fosse ele, Beleíze teria passado o dia com fome. Vasculhei a casa, meus bibelôs estavam intactos, até o ovo de ouro que ganhei quando era adolescente num campeonato de páscoa, estava tudo em ordem e pelo jeito ele não havia roubado nada.
-Será que ele entrou aqui só pra se esquentar mesmo? - A lareira estava acesa e ele parecia calmo na minha poltrona quando cheguei - Mas mesmo assim ele não tinha esse direito de invadir a minha propriedade!!! - Eu estava começando a ficar confusa e mais irritada, balancei a cabeça como que para espantar aqueles pensamentos - Bebê, mamãe vai tomar um banho bem gostoso e depois eu volto pra gente assistir TV!!!
Tomei um banho maravilhoso! Quentinho e relaxante do jeitinho que eu gosto. Depois vesti meu pijama e desci para ver a novela com a Beleíze. Mas antes da novela, tinha que preparar a janta. Macarrão com queijo derretido, a coisa mais gostosa de se comer numa noite fria como esta, e de sobremesa, biscoitos de banana com canela, meus preferidos!!!!
Depois de apreciar a janta, fui em busca dos biscoitos - A não...ele realmente comeu tudo! - exclamei chateada, por um momento eu pensei que ele poderia estar mentindo... Mas logo pensei - o pobre coitado devia estar faminto pra comer uma caixa deste tamanho de biscoitos...
Beleíze estava cochilando em sua poltrona, enquanto a novela passava. Mas eu não parecia estar conseguindo prestar atenção, pois meus pensamentos estavam no homem da casa ao lado - Será que ele conseguiu ligar o termostato?  Será que ele sabe cozinhar?
Este era o meu problema, me preocupava demais quando colocava alguma caraminhola na cabeça. A noite estava bem fria, e se ele não tivesse ligado o termostato poderia morrer congelado! Ter um vizinha recém chegado morto não era uma coisa legal. Pronto, estava decidida! Levaria um pouco de macarrão com queijo pra ele e aproveitaria para ajudar com o termostato e agradecer por ele ter alimentado Beleíze, pois eu achei que tinha sido muito rude com ele.
Coloquei tudo num prato térmico e me agasalhei para sair no frio. Dei uns passos e já estava na porta da casa dele. Bati na porta. Ninguém atendeu. Bati de novo. Nada. Bati outra vez e nada novamente - Céus! Será que ele já morreu?
Girei a maçaneta e a porta estava destrancada,  entrei já pensando no pior, larguei o prato de comida sobre uma mesinha e comecei a procurar pelo corpo dele, estava tão preocupada que nem reparei que a casa estava em quente. Percebi um barulho na cozinha e pensei - Será que é um ladrão que o matou e agora esta assaltando sua geladeira??? - me desesperei! Corri toda esbaforida cozinha adentro e quase enfartei - Jesus!!! - quando pensei em procurar pelo corpo dele, não pensei que o acharia assim - Você esta pelado, eu não acredito nisso!!! - falei levando as mãos ao rosto, morta de vergonha.
Ele assustou-se com minha aparição repentina - Uou! O que você esta fazendo aqui, sua maluca? Só porque eu entrei na sua casa então você pensa que pode entrar na minha? - o tom dele não era de repreensão, era o mesmo tom sarcástico de antes. Ele não parecia zangado, parecia que estava até gostando da visita, mas queria me provocar - Maluca, eu? Eu.... Eu só vim aqui porque fiquei preocupada com o seu termostato!!! Só isso!
-Ah! Então você ficou preocupada com meu termostato, né?! - ele olhou para mim com um olhar malicioso - Será que não era comigo que estava preocupadinha?
-Mas é claro que não! Eu vim porq.... Quer por favor colocar uma roupa??? Eu não acredito que estou conversando com um cara pelado na cozinha!
-Ora me desculpe madame, mas esta é a minha casa! E aqui eu tenho privacidade para andar como eu quiser! Ou pelo menos eu achei que tinha privacidade mas vejo que não porque tem uma maluca tarada no meio da minha cozinha preocupada com o meu termostato! - aquilo soou malicioso com duplo sentido, e ele tinha um olhar intimidador.
-Mas o que... Tarada? Sou moça direita fique você sabendo! Eu nem sei porque cargas d'água eu pensei em te agradecer pela Beleíze! Você não merece isso, não merece nada, é um maluco e eu vou embora! - falei totalmente irritada e me sentindo ofendida e constrangida. Saí pisando duro e bati a porta ao fechá-la, enquanto ele gritava lá de dentro com um sorriso no rosto ainda curtindo comigo - Você que é maluca, sua tarada!
Saí da casa daquele sem vergonha feito um bicho furioso, entrei em casa batendo a porta e subi para o meu quarto, me joguei na cama, estava sem forças e sem tolerância para mais nada, estava frustrada e ofendida - Que vergonha meu Deus, que vergonha!!!
_____________________________________________________
Na manhã seguinte acordei estressada e irritada, daquele jeitinho típico de quem briga até com o espelho falando "ta me olhando com essa cara feia porque?". Minha cabeça doía e parecia que eu tinha sido atropelada por uma vaca braba. Não consegui dormir direito e meu corpo estava dolorido, hoje seria um dia daqueles!
Sabe, eu tinha muitos problemas, não era uma garota fácil e sabia disso. Sempre fui uma pessoa de gênio forte, difícil de lhe dar, não tenho muita paciência nem tolero desaforos. Me irrito fácil e não estou acostumada a ser confrontada como na noite anterior. Sou uma mulher cabeça dura, teimosa, irritante, taciturna, e meu pavio é muito curto, mas dentro disso tudo, bem lá no fundo eu sei que tudo é resultado de uma carência infindável... Mas eu estava ciente de que não iria ter ninguém comigo, afinal, quem suportaria uma garota assim como eu?
Dona Carmen já conhecia bem aquela cara fechada de quando eu chegava no trabalho. Não dava nem bom dia, não era nada agradável. Ela tinha os seus problemas e eu tinha os meus, por isso as duas respeitavam o seu espaço. Mas naquele dia, ela resolveu se intrometer - Quer conversar Marina?
-Eu não tenho nada pra falar! - rosnei - Só estou indignada porque os homens são todos uns idiotas!
Ela sorriu - São assim mesmo querida, são malucos e imprevisíveis!
-E são mesmo! Eu não consigo entender! Eles abusam da nossa boa vontade para caçoar da gente! - sem reparar eu havia caído no truque dela e comecei a contar o que houve - Aquele sujeito de ontem, ele me deixa enfurecida!!!
-O que te atrasou ontem?
-Exatamente! Acredita que ele invadiu minha casa enquanto eu estava aqui trabalhando? E ainda comeu meus biscoitos preferidos!!! Comeu tudo, não deixou um!
Dona Carmen queria rir mas tentava se conter, aquela história estava muito engraçada e eu parecia uma dramática mexicana falando sem parar pra respirar - ele comeu tudo? Mas que absurdo!
-Pois é! E eu ainda fiquei com pena dele e levei comida! E sabe o que aconteceu? Ele estava pelado no meio da cozinha!!! Ele anda pelado pela casa Dona Carmen, a senhora acredita? E ainda me chamou de maluca tarada! Eu tenho cara de maluca tarada Dona Carmen? Tenho? Claro que não!
Ela segurou o quanto pôde mas não aguentou mais e soltou uma gargalhada - Ele estava pelado? Minha nossa senhora! E ele era bonito?
-Dona Carmen! - exclamei irritada - Eu aqui contando um caso horrível e a senhora rindo de mim e ainda me pergunta uma coisa dessas? Eu não sei eu tampei o rosto! Eu estava morta de vergonha! Graças a Deus isso tudo acabou!
Dona Carmen se recompôs e continuou - Mas então porque continua brava se tudo isso já passou?
-Porque eu não me conformo com a ousadia dele e a vergonha que eu passei! Ele não me sai da cabeça, fico sentindo raiva dele todo o tempo!
-Huumm isso mais parece amor que raiva, minha querida!
-Amor? Ta maluca? Eu jamais amaria alguém como ele, jamais! Ele é doido, é pervertido, é sarcástico, é um idiota!
Nesse instante, entra alguém na biblioteca, surgindo bem na frente da minha mesa - Com licença?
Quando desviei o olhar para ver quem era, não acreditei - Você aqui???

18 comentários:

Simy (Diários The Sims) disse...

Jéh, desculpe não ter comentado nos capítulos anteriores... eu estive viajando!
Mas estou AMANDO a nova história! :)
Adoro romances em que a mocinha e o mocinho brigam!kkkkkk
Só espero que eles se entendam no final, é claro! rs
Beijos.

http://diariosthesims.blogspot.com.br/

Jessica - Ciana disse...

Obrigada querida pela sua visita, e não tem problema não, quando da pra comentar a gente fica feliz, mas quando não dá a gente entende heheheh

Que bom que você adora romances com briguinhas, eu também kkk

Beijos querida!

Dulce Gagaturno disse...

OMG Jéh está ótima a história eu vou ser sincero eu amo uma ação mais está divino este começo estou amando.

E por favor, bem que a Marina podia ter olhado mais em Hahaah eu teria olhado

E Júlio da próxima vê se não fica atrás de nada porque eu queria te ver melhor LOOOL

Beijos

Jessica - Ciana disse...

OMG sua danada kkkkkkkkkkkkkkk
Marina é uma moça muito tímida cheia de problemas e de aceitações, mas mais pra frente isso será esclarecido xD

Obrigada por visitar o blog e por estar gostando ^^)

Abraços!!!

Tulio soares disse...

Essa história está cada vez melhor não paro de rir.
abraços

Guilherme Pokis disse...

Caramba, PELADO? ushahsuahsuhash. Não acredito.
Mas que sujeitinho chato, einh? Segue a Marina por todos os cantos. E ainda segue ela sem sequer um saber o nome do outro.
kkkkkkkkkkk

Capítulo legal e engraçado.
Ah, a propósito: essa história é de Amor mesmo? Ou é de comédia? Tá mais pra comédia, e das boas ainda!!!

Abraços....

Marina disse...

Nossa eu ri nesse capitulo em "muitas" partes
Esta história esta me deixando muito anciosa para os próximos capítulos! :)
O Júlio podia ter um gato "homem" que daí a Beleíze ficava grávida dele kk´, sempre quis ver alguma história de TS que algum animal espera um filhote
Concordo com o Guilherme essa história é de amor mesmo? hushsushus
Beijos!

David Veiga disse...

Jéh... EU RI PRA CARALH* COM ESSE CAPÍTULO KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
Pow. o cara nuzinho na cozinha, com aquele ar de sedutor... hummm, AUSHAUSHUASHUHS
D. Carmen malandrinha. XD
Ri muito!
É impressão minha, ou ele a persegue? HUAHSUAHUSH

Beijos!

Gabriel Padrão disse...

Maluca tarada? É ele um tarado q anda pelado pela casa!!! Nunca vi isso! Ele deve estar no mínimo seguindo ela!!
Abraço! Gabriel =DDD

Cássia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk'
É impossível não dar umas boas gargalhadas lendo essa história!
E a Marina tenta ajudar aquele ser humano e é chamada de maluca tarada! Homens, aff!
E Dona Carmen estará certa? Será tudo isso um amor surgindo? Bom, é o que iremos descobrir...
Bjs

BeAz Sims disse...

Dona Carmen tem razão, isso é mais amor que ódio. KKKK
Beijos!

Jessica - Ciana disse...

Hahah assim que eu gosto \O/
Abraços!

Jessica - Ciana disse...

Júlio parece ser mesmo um cara bem estranho e chato kkkk
E é verdade, no meio de tanto rolo, um não sabe o nome do outro ainda xD

Que bom que gostou! E respondendo a sua pergunta, é romance e comédia ^^)

Abraços!!

Jessica - Ciana disse...

hahaha adoro saber que estão se divertindo!
Isso é muito bom!
Quanto ao Júlio ter um gato, quem sabe mais pra frente você descobre se tem ou não heheheheh

Sim é um romance e comédia como falei pro Gui.
Beijoos ♥

Jessica - Ciana disse...

Aaaah David que boooommm!!!
Hahaha bem sedutor de fato xD
Bom, eu não sei se ele esta perseguindo ela, mas dessa vez foi ela que entrou na casa dele né xD

Abração!

Jessica - Ciana disse...

Hahahahahahahaha!!!!
Será que ele esta seguindo ela? Quais seriam suas intenções?
Hm isso esta ficando interessante rs

Abraços!

Jessica - Ciana disse...

Hahaha assim que é bom, eu gosto muito quando se divertem com minhas histórias é esse o intuito de eu escrever, emocionar e se divertir ^^)
Será um amor surgindo?? hmmmmm mistééério xD

Beijos querida!

Jessica - Ciana disse...

Hahaha será? Hhheheheh

Beijos querida ♥