❅ 7º Capítulo


Júlio havia tido um péssimo dia. Seu mau humor conseguiu deixar tudo que ele ia fazer em algo chato. Mas o principal motivo da sua desanimação, foram minhas palavras, que não lhe saiam da mente... Ele não se considerava um irresponsável. Nunca precisou trabalhar porque seu pai sempre lhe bancou tudo, mas isso não significava que era um vagabundo.... Ou será que significava?
Ele estava mal, estava entrando em conflito consigo mesmo, parte de si concordava com meu julgamento perante ele e sua forma tola de agir com as mulheres, mas parte dele afirmava que ele era um cara incrível - Eu sou um bom homem! - dizia para O'Malley - Se eu não fosse um cara bacana, ela não estaria comigo! O que você acha, rapaz?
Ele balançou a cabeça e lambeu uma pata, depois passou a pata no focinho e olhou para Júlio novamente - O'Malley era um gato, o seu gato. Dona Carmen deu pra ele de presente, não era o melhor presente que se poderia receber, mas ele até gostou. Antes ele não tinha nenhuma simpatia com animais, até pensou em doar o gatinho, mas acabou se afeiçoando ao bichano e agora não conseguia deixá-lo. Deu-lhe o nome de O'Malley por causa de Tomas O'Malley, o famoso gato do desenho 'Os Aristogatas', seu desenho preferido do tempo de criança.
Júlio suspirou desanimado, O'Malley não estava ajudando! Ele queria um sinal, uma resposta, alguma coisa que pudesse fazer para votlar a ser o cara alto astral e bem humorado que era antes de conhecer Marina! Jogou-se no sofá e ficou olhando para o teto, até que O'Malley pulou em cima dele, e sua carteira caiu, uma folha solta caiu com um endereço.
-É isso! Ela vai saber me animar! Vou visitá-la! Afinal, hoje é um dia importante! - trocou de roupa e saiu assoviando, tentando espantar o desanimo.
__________________________________________________
Já eu, estava de pé duas horas antes de ir para a loja, ontem tinha sido o dia mais feliz da minha vida! Eu tinha reencontrado uma velha amiga e ainda havia conseguido um emprego. Ela seria uma chefe maravilhosa, com certeza nos daríamos muito bem! Eu mal consegui dormir pensando em como seria meu novo trabalho. Claro, também tive um pouco de medo em não saber fazer o que pudessem me passar, mas espero que esse medo não me atrapalhe.
Como já estava vestida, aprontei meu café e apreciei-o, depois escovei bem os dentes e coloquei comida para Beleíze. Olhei no relógio, ainda faltava muito tempo! É ruim quando estamos ansiosos para fazer algo no dia seguinte e acabamos por não conseguir dormir, as horas parecem não passar e tudo fica lento, dá um frio na barriga e quanto mais o tempo demora, mais depressa queríamos que ele corresse. Decidi passear pelas ruas pra fazer o tempo passar. Fazia tempo que não passeava, e a diversão de ontem havia me inspirado a tentar me proporcionar coisas que me alegrassem mais, uma mudança de ares me faria muito bem.
Saí de casa já feliz por não dar de cara com aquele idiota, e fui caminhando devagar e apreciando a paisagem. Não me lembrava de como as cores do inverno eram tão serenas, em como tudo brilhava quando a luz do sol tocava o gelo. Eu sempre ia de carro para a biblioteca, e prestava muita atenção no trânsito, nunca parava para reparar nas coisas belas da natureza. Estava maravilhada, andando e olhando para cima, no topo das árvores cobertas de neve, era tudo tão lindo, parecia até que era a primeira vez que eu via aquela cidade! Mas de fato era, a primeira vez que eu a estava vendo com novos olhos.
Sem perceber, esbarrei em alguém que parecia com pressa e também distraído. Dancei um tango com minhas pernas e caí sentada - Auu~* - exclamei.
-Nossa! Me desculpa moça!!!! Eu não te vi!!! - disse o homem.
-Tudo bem, eu também não te vi - sorri olhando pra ele do chão.
Ficamos nos olhando por alguns segundos, de repente ele balançou a cabeça como voltando a si e estendeu a mão - Por favor, deixe-me ajudá-la a se levantar!
Acetei sua ajuda, me levantei e agradeci pela atenção dele - Obrigada, e me desculpe por esbarrar em você.
-Que isso, as vezes temos que levar um tombo para enxergamos a beleza da vida à nossa frente - sorriu.
Senti minhas bochechas corarem, será que ele se referia a mim? - É verdade... - falei sem jeito - Hoje estou vendo essa cidade com outros olhos, nunca tinha parado para reparar em como tudo é tão lindo! E olha que morei a minha vida toda aqui.
-Eu sei bem como você se sente, isso acabou de acontecer comigo - disse ele olhando nos meus olhos. Logo ele percebeu que eu fiquei sem jeito e consertou - Quero dizer, eu acabei de ser dispensado.
-Por uma mulher? - perguntei curiosa, sem me dar conta da pergunta indiscreta que havia feito a um desconhecido.
Ele riu levando a mão à nuca - Não não, hehehe, pelo exército!
Só ai percebi sua vestimenta - Nossa! Me sinto uma boba, eu nem havia percebido que você é um militar.
-Você é diferente, moça! - sorria - É a primeira coisa que as garotas costumam notar, mas eu vou deixar isso passar despercebido - brincou.
Soltei uma risadinha e completei - Mas isso porque não sou como as garotas que devem perseguir o senhor.
Ele fez um rosto surpreso - Senhor não, por favor! Detesto formalidades fora do trabalho - depois curvou-se - Meu nome é Alan Fontes! Muito prazer.
-Sou Marina, Marina Paes, o prazer é meu - sorri curvando lentamente a cabeça.
Ficamos novamente em silêncio sem saber o que dizer, logo ele lançou - A senhorita gostaria de me acompanhar num cappuccino quente?
-Cappuccino? É minha bebida preferida, como posso recusar um convite tão lisonjeiro?
Ele sorriu e fomos caminhando até a praça.
-Este é o melhor cappuccino que já tomei! - disse ele.
-Ah não, me desculpe! - falei fingindo reprová-lo - Mas você ainda não provou o meu! - sorri.
-Isso é um convite?
-Quem sabe... - virei levemente meu rosto para o lado, fazendo um certo charme ao passar os dedos pelo cabelo jogando-os atrás da orelha, com um sorriso de ladinho. Depois do cappuccino, andamos um pouco pela praça, fazendo companhia um para o outro, aproveitando para ouvir histórias de guerra.
-Meu avô foi um militar - falei - Eu não o conheci, mas meu pai me contava histórias sobre ele. Ele foi um comandante de uma frota de navios que atacaram uma ilha clandestina onde haviam rumores de exportação ilegal de animais em extinção. Não sei se eram invenções, mas quando penso nisso, tenho orgulho do meu avô por ter defendido a vida animal.
-Isso é muito honroso da parte dele, preocupar-se com os animais não é apenas coisa da policia ambiental, é de todos nós. Eu tenho um cão chamado Boris, ele é bem velho, já esta quase no fim dos seus dias, tenho tentado dar o máximo de atenção a ele, mas estava difícil, agora com essas férias, poderei ser todo dele - riu.
-Que gracinha! Eu também tenho um bichinho, minha gata Beleíze. Achei ela a muito tempo e desde então é parte da minha família, na verdade ela é a única família que eu tenho, meus pais faleceram e só restou a mim, a última Paes! Isso soa como um conto histórico medieval - ri de mim mesma.
-Minhas condolências pela sua família, hoje quando eu for dormir, agradecerei aos Espíritos deles!
-O que? Não entendi!
-Agradecerei por terem feito um ótimo trabalho como pais, deixando uma moça tão linda e inteligente aqui para eu conhecer.
Meu rosto corou de vez! Fiquei muito envergonhada, mas num bom sentido. Ele sorriu e se aproximou. Um certo clima começou a surgir, mas logo meu celular disparou um alarme no bolso e me afastei dele - Céus! Como a hora voou!! Me desculpe Alan, mas eu preciso ir! Hoje é o meu primeiro dia de trabalho numa loja de chocolates!
-A senhorita permite que eu lhe acompanhe? - ofereceu-se.
-Eu adoraria - corei, desta vez feliz. Ele sorriu novamente, e fomos andando até a loja.
__________________________________________________________

Bom galera, esse capítulo era bem maior, mas meu jogo lindo maravilhoso fechou antes que eu pudesse tirar as últimas fotos, e não foi só uma vez, foram duas! 
Então agradeço a atenção de todos e amanhã tentarei postar o resto junto com o capítulo 8! 
Se o jogo deixar eu tirar as fotos antes de fechar sozinho né rs

Beijos! Jeh

22 comentários:

Felipe disse...

Nossa que emocionante essa história,parabéns suas histórias são lindas,as melhores são a da Mestiça é essa que você ta fazendo agora Memorias de Inverno :D,e linda essa.

Dica:Use só coisas do jogo,expansões,coleções de objeto é da store.Coisas personalizadas e bom só usar poses :D

Dulce Gagaturno disse...

Nossa amei o capitulo, mais algo me diz que esse cara não é do bem.
Para ele ser expulso do exército alguma coisa ele fez, e sei lá ele já puxou muita amizade com ela, coisa boa não vai ser.

Beijos! ansiosa.

Simy (Diários The Sims) disse...

Ai que lindooo!! O Alan é tão fofo! *-*
Agora fiquei dividida se quero ver a Marina com o Julio ou com o Alan! kkkkkk
Adorei o capítulo, Jeh!
Espero que você consiga tirar as fotos! :)
Beijos.

http://diariosthesims.blogspot.com.br/

Caroline disse...

Ui, Marina arrasando corações...
Acho que arranjamos uma companhia para Beleize!
Beijoos

Marina disse...

Adorei a ideia do Julio ter um gatinho :3, quem sabe a Beleíze e ele não possam ter filhotes? hsuhsus, só pq os donos se odeiam não quer dizer que os felinos precisar se odiar tbm né?
Ui a Marina arrasando corações² kk, achei o Alan muito gente boa, ele é bonitooooo!, querido, educado, e acho que deve ser romântico :)
Anciosa para o 8°cap.

Beijoss!

Guilherme Pokis disse...

Adorei o capítulo. Ficou muito legal mesmo.
Olha, é uma opinião e pode parecer estranho, mas como todas suas histórias tem segredos inacreditáveis, eu acho que a mulher que Júlio vai encontrar é Paula!
ahsuahsuahsa

Na espera do próximo capítulo... Abraçossssss!

Marina Tavares disse...

Jéh, quanto tempo haha
Estava viajando e pelo celular é muito ruim de acompanhar, voltei hoje, e já li tuuuudo hahaha
Estou adorando!
Mas esse capítulo, que fofo *-*
Amei!
Beijos :*

Jessica - Ciana disse...

Opa! Obrigada pelas dicas Felipe!!!
Agradeço sua visita e obrigada pelos elogios!
Eu vi seus blogs, vi que tem um lá com meu link por isso se eu não tiver ele aqui, irei colocá-lo ^^)

Valeu a dica, eu realmente só uso coisas do jogo e alguns itens da store, eu tento dispensar o máximo de coisas inuteis possiveis xD
Mas tenho alguns itens packages além das poses que são essenciais '-')~~ Mas sempre estou tentando limpar tudo. Acho que o que esta dando problema são os itens da loja de chocolate que eu baixei... se continuar assim terei que "levar a falencia" a loja de chocolates da Paula hahahah

Abraços! E irei seguir seu blog! Beijos!

Jessica - Ciana disse...

Hahaha será que ele é do mau?
Quando eu disse que ele foi dispensado, significa que ele tirou férias, tipo o exército voltou da missão e não precisam mais dele por enquanto, não que ele tenha feito algo errado xD

Mas é uma boa hipótese a se pensar hehehehe

Beijoos!

Jessica - Ciana disse...

Ele é mesmo muito lindo!!!!!
Se você reparar bem, é o mesmo personagem que fez o bruxo Shown!
Meus atores mais amados eu sempre coloco eles em quase todas as histórias assim como os artistas de TV ^^)

Abraços querida!!

Jessica - Ciana disse...

Hehehe mas será que Marina vai deixar essa companhia se aproximar da sua preciosa Beleíze?

Hehehe Beijos!!

Jessica - Ciana disse...

É Mari, quem sabe né ^^) Mas duvido que Marina vá deixar isso acontecer, ainda mais sabendo que o gato é dele rsrsrrs

Alan é um pedaço de mau caminho xD Será que vai rolar alguma coisa com Marina?

Heheh Beijos querida!

Jessica - Ciana disse...

Obrigada querido!
Olha, a sua opinião é algo assustador xD
Quando você ver o capítulo 8, quero que comente o que achou sobre o que irá acontecer!!!!

Hahahaha!

Abraçoooss!!!

Jessica - Ciana disse...

Hááá quanto tempo!!!
Poxa, bacana, espero que tenha sido uma viagem muito boa e divertida! É sempre bom viajar ^^)

Que bom que já leu tudo e esta adorando, fico imensamente feliz!!!

Beijos querida!

Aníbal disse...

Não sei porque... Mas acho que o Julio foi se encontrar com a Paula kkkkkkkk'
E que fofos a Marina e o Alan *o*

Beijão, Jeh *-*

David Veiga disse...

Poxa, será que ela não irá ficar mais com o Júlio? D:
Eu sei, vai acontecer dela gostar dele, mas não vai, vai gostar mesmo do Júlio. *w*

Beijos!

Jéh, tem uns tutorias que ensinam como acabar o fechamento automático.

Tulio soares disse...

Mistério que é a mulher que Julio foi encontrar a ?
abraços

Felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe disse...

To torcendo para ela fica com o Júlio no final da história!!!!
Onde você pegou o cabelo do Júlio eu gostei dele mais não acho.
(é o que ele uso quando conheceu a Marina)

É não acabe com a loja de chocolate quero ver como vai ser ela....

Jessica - Ciana disse...

hehehe assim não vale!!! vc usou magia para adivinhar o próximo capítulo? hahahaha

Só digo isso porque ele já foi postado, se não não diria kkkk'

Fofos os dois né ^^)

Abraços!

Jessica - Ciana disse...

Hahaha bem pensado, será que vai ser assim? Olha que eu sou cheia de surpresas em! rsrsrs

Aaa eu já vi vários tutoriais, já fiz várias coisa e nunca nada ajuda, ou quando ajuda, dura só um tempo depois o fechamento volta '-')

Mas obrigada pela dica!

Abraços!!!

Jessica - Ciana disse...

Hehehehe o capítulo 8 acabou de ser postado, o mistério foi revelado! xD

Abraços querido!!!