(◡‿◡✿) Capítulo 15.


Helena tinha acordado cedo, queria estar pronta para a hora que Fernando chegasse. Ficou horas se arrumando e amou o resultado. Ela não fazia ideia de pra onde iriam, mas estava ansiosa pelo passeio.
Logo a campainha tocou, e ela desceu correndo para atendê-lo - Bom dia! - abriu a porta com um largo sorriso.
-Bom dia! - era Luizinho.
-Nossa! - espantou-se - Luizinho? O que aconteceu com você, rapaz? Cadê aquele cabelão e o estilo que você tinha?
-Eu decidi que era hora de mudar - ele sorriu, sentindo-se incrível - Já sou um homem, e preciso me dedicar mais ao que quero, e pra isso, não poderia continuar sendo o moleque que eu aparentava ser.
Ela sorriu, orgulhosa dele - que bom que você pensa assim. Eu gostei desse seu 'novo eu', esta muito bonito.
Ele não deixou de esconder sua satisfação na aprovação dela - então, como a Marcela esta?
-Eu espero que bem... Ainda não fui visitá-la, mas hoje a tarde será a audiência dela. Você vai estar lá, não é? É o melhor amigo dela.
-Mas é claro! Ela precisa do apoio de todos nós - fingiu, a verdade é que ele não queria nem passar na frente do fórum da justiça naquele dia - Falando em novo eu, você esta muito bonita!
-Ora você notou, obrigada!
-Seria impossível não notar... mas o que houve? Você tinha um jeito mais.... mais caseiro de ser, agora parece uma mãe moderna, cheia de estilo!
-Hahaha, pois é, eu acho que estava mais do que na hora de eu mudar, e também.... - pensou em Fernando, e no quanto ele a inspirou a mudar... e começou a sorrir sem perceber....
-E também?? - perguntou ele, vendo que ela parecia estar noutro mundo.
Ela balançou a cabeça - não é nada. Mas me diga - mudou de assunto - você esta indo onde assim todo elegante?
-Eu? Em lugar nenhum, na verdade, pensei em ficar aqui te fazendo companhia já que a Marcela não esta, e a Dona Eulália também.
-Como sabe que minha mãe não esta?
-Ela tá lá na casa da minha avó... As duas estão conversando, ela não me parecia muito feliz. Também, com a Marcela nessa situação, ninguém fica.
Helena se sentiu culpada, sabia que Eulália estava chateada com ela ainda... - é verdade. Bom, mas infelizmente eu vou ter que recusar a sua companhia, meu anjo.
-Porque??? - espantou-se.
-Porque eu já estou de saída, querido.
-Esta indo fazer compras ou o que? Eu posso te acompanhar e te ajudar.
-Não não querido, não é nada disso, eu.... - antes que continuasse, Fernando chegou estacionando o carro. Ela não conseguiu esconder um sorriso quando o viu, já sentindo seu coraçãozinho bater mais forte.
Luizinho olhou e até estremeceu vendo o advogado aparecer - O que ele faz aqui???
-Bom dia a todos - disse ele, se aproximando. Apertou a mão dele e deu um beijo no rosto de Helena, o que fez Luizinho sentir uma forte pontada de ciúme.
-Bem, eu estava dizendo ao Luizinho que estava de saída. Então, até logo, nos vemos na audiência.
Ela despediu-se dele acenando e com um largo sorriso. Os dois entraram no carro, e desapareceram, deixando Luizinho quase derretendo o chão de tanta raiva - O que ele fazia aqui... O que ela faz com ele???? Isso ta muito errado!!! - exclamou para si mesmo. Luizinho sempre amou Helena, desde criança, a tinha como uma super mulher, mas aos quinze anos foi que sua paixonite virou um grande amor. Ela era a sua Deusa, e ao vê-la junto com outro, fez com que senti-se a maior raiva do mundo.
Ele já não gostava do advogado só por ser um advogado e tê-lo indiciado à comparecer na audiência, agora então, o detestava com todas as forças. Voltou pra casa a passos duros e com uma cara de quem chupou limão... - Eu ainda vou descobrir o que esta acontecendo entre eles... Ah se vou!

1 comentários:

Layla disse...

Adorei ! Não estou gostando nada das atitudes do Luizinho.Mas bem feito pra ele !!