(◡‿◡✿) Capítulo 17.


Aquele era "O" momento. Mas de todas as formas que imaginou beijá-la vorazmente, fez totalmente o oposto. Ele tocou seu queixo, e trouxe seu rosto delicadamente próximo ao seu, trocando um olhar romântico e muito profundo. Seus lábios se tocaram, e foram deslizando entre si num beijo lento e molhado como num filme de romance dos anos 80.
Ela sentiu seus braços envolverem suas costas, enquanto seus olhos estavam fechados, preservando aquele momento em sua mente, enquanto o sentia não só em seus lábios, como eu seu corpo todo. Ainda tímida, mas impulsionada pelo romance do momento, levou suas mãos, abraçando-o, ao mesmo tempo em que ainda trocaram aquele longo beijo. Depois que este acabou, afastaram-se e trocaram um olhar puro e apaixonado, nenhuma palavra foi dita, apenas os sorrisos e a respiração profunda já diziam o que estavam sentindo.
Ele acariciava sua pele, e olhava-a com um sorriso meigo no rosto - você esta certa de que quer fazer isso?
Ela sorriu - sinto que é o que meu coração, corpo e mente desejam mais do que tudo.
Fernando sorriu, e abraçou-a. Começou com leves beijos pelo pescoço, ao passo em que descia a alça de seu vestido molhado. Percorreu sua nuca, ombros, costa, cintura, e voltou aos lábios. Ela por sua vez, desabotoava sua camisa molhada, enquanto deixava ser beijada por inteiro.
Não existem palavras românticas na face da terra para descrever o tipo de amor que fizeram ali... Foi algo tão doce, tão puro, delicado e sem nenhum tipo de malícia, que aquela manhã ficaria marcada para sempre em seus corações. Dali, subiram para o banheiro e juntos tomaram um banho quente e aconchegante, enquanto se amavam também no chuveiro. Depois, partiram para debaixo dos lençóis, onde ele a cobriu de beijos e carícias que ela nunca sonhou que receberia.
Mais tarde, juntos na cama, ela estava de olhos fechados, ainda processando em sua mente o que tinha acabado de acontecer, e ele perguntou - você esta se sentindo bem?
-Eu acho que não poderia estar melhor - suspirou - você esta sendo a melhor coisa que apareceu na minha vida desde que cheguei aqui.
-Eu fico muito feliz de saber isso. Acho que estamos sendo um remédio para ambos. Você me curou da minha tristeza e frieza profunda, e eu te curei do seu baixo astral, acredito eu - sorriu.
-Você me ajudou em muito mais que isso - disse ela - fez eu me sentir viva novamente, desejada e querida. Só tenho a ser grata à você.
-Eu devo dizer o mesmo. Acho que vamos nos dar muito bem daqui em diante. - ele deu um sorrisinho - mas, e essa tatuagem ai, hein? Não sabia que você era tão rebelde - riu.
-Ora não sou rebelde, fiz nos meus tempos de mocidade. Eu queria impressionar meus pais. Funcionou - riu.
-Falando em impressionar... Acha que Marcela aprovará nós dois?
De repente ela lembrou da audiência - Céus! Que horas são???
-Calma, esta tudo sob controle - ele sorriu - Você gostaria de me ajudar a preparar o nosso almoço?
Ela adorou a ideia. Nunca Carlos havia convidado ela pra tal lazer. Eles vestiram-se e foram preparar um delicioso almoço. Ao mesmo tempo em que cozinhavam e se amavam, parece que a comida saiu ainda mais saborosa - isso esta tão bom!
-Talvez seja a pitada de carinho que nós adicionamos ai - disse Helena.
Ele adorava o jeito que ela encaixava humor e doçura em suas palavras, não conseguia deixar de sorrir ao olhar pra ela, e estava amando essa sensação que preenchia todo o seu ser.

Depois que almoçaram juntos, eles se vestiram, e estavam prontos para comparecerem a audiência.

2 comentários:

Layla disse...

Uuuuuh adorei essa manhã hein kk.Espero que dê tudo certo pra eles.

Jessica - Ciana disse...

hahaha que beleza né kkkk

Beijão querida!