(◡‿◡✿) Capítulo 16.


Enquanto isso, Fernando ia dirigindo e conversando com ela - O que aquele rapaz fazia lá?
-Ele é o melhor amigo da minha filha, esta sempre por perto... É um garoto muito gentil, sempre esta tentando me ajudar. Marcela disse uma vez que achava que ele gostava de mim, mas acho isso uma bobagem, tenho idade pra ser mãe dele, e o vejo como um filho, nossas famílias cresceram juntas, e o conheço desde que era um bebê.
Ele suspirou aliviado, em seu íntimo, sentiu uma leve insegurança e um pequeno desconforto ao vê-la com aquele rapaz. Mas depois dessa explicação, se sentiu mais tranquilo, mesmo que o rapaz gostasse dela, ela não teria nada com ele, talvez por respeito à família do rapaz e também por tê-lo como um filho, como ela mesma disse - E então, nós vamos pra onde? - ela perguntou.
-Confesso que não tenho a mínima ideia - ele riu - O tempo parece estar fechando, e eu não sei para onde podemos ir.
-Que tal irmos até a praça? Eu tenho poucas recordações dessa cidade, mas uma das que me marcaram a lembrança, é a pracinha que tinha aqui. Continua de pé ou a destruíram para construir algum estabelecimento?
-Ela continua lá, e esta muito bonita nessa época do ano - os dois foram conversando até que chegaram lá, ele estacionou, e ambos foram andando e conversando até o centro da praça. Lá, um evento estava acontecendo, e haviam muitas barracas e atividades que eles proporcionavam.
-Veja só! Você já andou nisso? - ela perguntou, apontando uma pista de patinação.
-Nunca andei, não sei se um velho como eu se daria bem com algo tão jovial - riu.
-Eu também tinha um pensamento assim, mas estou tentando mudar, minha mãe é mais jovem que eu em questões de aventurar-se. Eu também quero experimentar esse lado divertido da vida, então... Me daria a honra de cair comigo na pista?
Ele não conteve o riso, ela estava tão diferente e sorridente - Com toda essa gentileza, eu não poderia recusar - sorriu. Foram até o balcão onde pegaram os pares de patins e pagaram a hora, então seguiram para a pista.

Eles entraram na pista, quase arrastando os pés no chão, de medo de cair... - estou com medo!!! - ela gritou, desequilibrando-se.
-Segure a minha mão, talvez assim teremos mais chance de não cair - brincou ele.
-Hahahaha, acho que assim as chances de uma queda em dupla são ainda maiores!!!
Eles sorriam e se olhavam com um brilho nos olhos que há muito tempo não o tinham.

Rodaram pela pista por um bom tempo, e quando um sentia que ia cair, o outro o segurava, e riam mais ainda.
-Acho que estou ficando meio zonzo, podemos sair?
-Esta bem, acho que já me aventurei demais pra quem esta começando nessa área - seguiram para a saída, mas Helena acabou se desequilibrando, e agarrou no braço de Fernando, o que o fez se desequilibrar também e.... POF!
-Oh meu Deus!!! Me desculpe!!!! - exclamou ela, no chão.

Ele olhou sério pra ela, e de repente, caiu num ataque de risos incontrolável! Ao vê-lo rindo da situação, Helena começou a rir também, e ficaram os dois sentados no meio da pista, rindo de si mesmos...
-Venha, eu te ajudo - ele tirou os patins e ela também, se levantaram e foram devolvê-los.
-Não acredito que você caiu - disse ele, rindo muito.
-Eu acho que pisei errado com aquela coisa! - as risadas não paravam, até que de repente, um relâmpago acompanhado de um trovão clarearam o céu nublado, e logo uma chuva inesperada e forte começou a encharcar a praça toda.
-Rápido, vamos para o carro!!! - exclamou ele. Eles correram, mas até chegar no carro, os dois estavam em sopa - Você se importa se formos em casa? Não é bom ficarmos com essas roupas molhadas - ele disse.
-Claro que não, vamos lá, assim você se troca e depois eu vou pra casa e me troco também.
Eles seguiram até a casa dele. Ele entrou, parou o carro bem perto da porta para ela descer, e depois o estacionou.
Helena estava entrando pela primeira vez na casa de Luiz Fernando - que casa linda - pensou ela.
Ele entrou em seguida - A chuva esta aumentando.... Sem condições de tentarmos sair agora, eu iria me molhar todo para te levar embora.
Helena ficou tensa, ela iri ficar molhando a casa dele - e agora?
-Você pode usar uma roupa da minha esposa - disse ele - acho que vai servir em você.
Quando ele disse "esposa" ela quase caiu pra trás - Você é casado???
Ele sorriu - Oh, me desculpe. Eu queria dizer ex-esposa. Ainda estou tentando me acostumar a chamá-la assim....
Helena suspirou aliviada - Vocês se separaram?
-Para minha tristeza sim... Ela teve leucemia, e veio a falecer... Isso já faz oito meses.
-Nossa! é bem recente... Eu sinto muito.
-Eu também sinto... Mas acho que já estou melhor... - ele encheu o peito, e acabou sendo bem sincero - Sabe Helena, eu era um homem fechado depois que ela se foi, nunca mais senti atração por outra mulher, ou vontade de ter alguma por perto...
Ela abaixou a cabeça, sentindo que ele iria dar o fora nela antes mesmo de ter tentado investir nele - Mas ao conhecer você, e ao descobrir a mulher maravilhosa que você é, eu não sei o que houve comigo, mas algo em você me chamou a atenção... Me cativou, e eu não consigo mais parar de pensar em você.
Ela não se aguentava de tanta emoção quando ouviu aquilo tudo - Bem, eu confesso que me fechei pro mundo e para os homens depois que Carlos me deixou, pensava... não, ainda penso que todos os homens são iguais e que vão me fazer sofrer, mas....
-Eu não sou assim - disse ele, e ela continuou - mas quando comecei a conhecer você, mesmo acreditando que vocês homens são todos iguais, e mesmo tendo prometido a mim mesma que não amaria nunca mais, não consegui fazer meu coração desacelerar ao te ver, ou parar de sorrir espontaneamente cada vez que você ligava. Sinto algo por você, mas não consigo explicar o que é... Até então tinha medo de me abrir e ser rejeitada ou acabar me machucando novamente, mas como você se abriu pra mim, me senti segura em confessar meus sentimentos também - ela estava corada, sem saber pra onde olhar ou o que fazer com as mãos que ficavam se contorcendo.
Luiz Fernando sentiu seu coração gritar de alegria ao ouvir sua confissão, e se aproximou, tocando o seu rosto - Eu não posso prometer que nunca vou te fazer sofrer, mas posso dizer que dou a minha vida para não vê-la sofrer. Sou um homem sério, e gosto de me envolver com pessoas que queiram algo sério. Só amei uma mulher em toda a minha vida, e por Deus... Ele sabe como fui fiel a ela. Ainda não poderia usar a palavra amor para definir o que sinto por você, mas mesmo assim, se ficarmos juntos, minha fidelidade não será diferente.
Ela sorriu, e uma pequena lágrima de emoção ameaçou cair, ele a limpou com o dedo, e a abraçou forte, acolhendo-a em seu peito. Os dois ficaram abraçados por alguns minutos, então ela o olhou nos olhos, e ele sentiu que era o momento exato para dar-lhe um tão esperado beijo.

12 comentários:

Layla disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah adorei !!!!!! Eles finalmente vão ficar juntos !!!!!!

Lalilas disse...

Ah, que bonito. Eles realmente formam um belo casal, espero que ambos consigam vencer seus passados e perceber que se amam.
Agora o Luizinho, pelamor, ô menino raivoso. KNKSHND

Beijos.

Cássia disse...

Awnnnnnn o primeiro beijo deles não poderia ter sido mais kawaii!!!
*-----------*
Super feliz pelos dois, mas algo me diz que um certo xará irá interromper a felicidade deles.... Ou não, né?
E a Marcela? Preocupada com ela, já que a audiência está tão proxima...

Marina Dalbem disse...

Olá Jessica, li sua história todinha hoje e to amando cada capítulo.
E quanto a esse capítulo. Que clima mais romântico e fofo. Torcendo pros dois ficarem juntos. E será que vem um 'vilão' vamos dizer assim, o Luizinho, para atrapalhar a felicidade dos dois pombinhos!?

Comecei uma história nova. Na verdade minha primeira história com the sims 3 e gostaria de fazer parceria com você. Se for de seu interesse, adoraria ve-la comentando meus capítulos lá. http://marinadalbem.blogspot.com.br/

Bjs

Juliana Nunes Franco disse...

Nunca tinha acompanhado nenhuma história sobre The Sims mas depois que conheci seu blog passe a acompanhá-lo diariamente. Acredita que li quase todos em um único dia? Amo escrever e escrevo muuuito rs da mesma forma com a leitura, amo e leio tanto quanto.
Obrigada pelo tempo que você dispensa.

Jessica - Ciana disse...

Oi oi querida!!!!! uhuuu que bom que adorooouuu!!! hehehehe

Jessica - Ciana disse...

Eles formam mesmo um lindo casal *--*)~~
E luizinho né? será que vai aprontar??? rsrss

Beijooos

Jessica - Ciana disse...

calma muié eles ainda não se beijaram, foi só um abraço kkkkk
Marcela logo logo vai aparecer *--*)

Beijoos!

Jessica - Ciana disse...

Oi querida!!!!!
Fico muito lisonjeada de ter mais uma leitora fiel por aqui!!! hehhe

Adoooooro propostas de parceria e é claaro que eu aceito!!
Vou colocar seu link aqui e te aviso lá no seu blog =)

Suuuper abração!

Jessica - Ciana disse...

Opaaa mais uma leitora por aqui, que felicidade!!!!
Agradeço por ter gostado das minhas histórias, eu realmente amo o que faço e faço com muito carinho pra vocês =)

Você escreve em algum blog?? Mande-me se puder, eu também adoro ler!

Um super abraço!!!!

Cássia disse...

Ups. falha minha....
pareceu tanto um beijo...
Mas ainda assim foi super kawaii...

Jessica - Ciana disse...

heuheuheuheueh sim sim *----------*)~~ eu sei q vcs estavam louquinhas pra eles se beijarem xD